quarta-feira, 30 de março de 2011




OS HERODIANOS SÃO INEVITÁVEIS! MAS...,

A ESTRELA APONTA O SENTIDO!!!



Reunimos-nos dia 27 de março, no bairro Carlos Prates, em Belo Horizonte, na casa de Dona Emília, que é a minha mãe. Com o objetivo de adorar a Deus e encontrar com amados que estão Caminhando Juntos. Foi muito especial. Tivemos a oportunidade de cantar louvores, meditar na palavra, orar uns pelos outros e por fim comer, beber um refrigerante gelado e também compartilhar a vida, suas contradições e esperanças.

Nesta ocasião pude falar aos queridos, sobre o texto, onde os pastores, reis ou magos (não importa seus cargos), guiados pela grande estrela, saíram de suas terras e com segurança e sentido, foram até Belém e ali testemunharam à chegada gloriosa do Rei Jesus.

O ambiente era de muito respeito, atenção e quietude que foram valiosos para expressarmos com tranqüilidade verdades importantes do Reino. Resumidamente posso dividir com você um pouco do que foi conversado naquele noite.

Tomamos o texto de Mateus cap. 2 vrs 1,2 e iniciamos dizendo que entre muitos princípios revelados neste texto, está um de valor incomparável, ou seja, aqueles homens foram capazes de realizarem aquela desafiadora jornada, porque sensíveis “entenderem qual era o real significado da aparição da estrela que os guiaria a Belém”. Perceberam que este sinal celeste que os atraiu, mais que uma possível viagem a outras terras, seguindo aquele novo astro cintilante, comovente, magnífico, incomparável, tiveram a sensibilidade de entender que havia algo de revelador, além do físico por detrás daquele fenômeno. Por causa deste entendimento, tiveram a maior experiência de suas vidas, cruzaram terras e contemplaram Jesus o Filho de Deus e Redentor. Presentes foram deixados aos pés Dele, não sou capaz de imaginar como deve ter sido aquele encontro tão esperado e comovente.

Em seguida, falei para os queridos que aqui está um principio do Evangelho de Jesus Cristo. Princípio este, que é capaz de mudar nossa história, valores, objetivos e sentido da vida, ou seja, ir a Belém (casa de pão, significado desta palavra).

Milhares, por não entenderam isto, estão sem rumo, lutando desesperadamente com forças pessoais e humanas, criando um deus imaginário, submissos a cada velhaco de igreja, carregando jugos impostos pela religião, sem nunca poderem sentir a leveza e verdadeiro conteúdo do Evangelho libertador de Jesus Cristo. A estrela os guiou é uma verdade, mas além, muito além do mero astro físico, misteriosamente escondido, e percebido somente por aqueles que foram capazes de ver o “real significado de sua única aparição ” está o princípio de que a caminhada pela existência só tem um sentido, Belém, a casa de pão. Só existe este rumo para a raça humana. Rumo apontado pela estrela.

O que isto quer dizer? Simples! Só é possível ter sentido viver neste mundo contraditório, a partir do Pão da Vida. A direção da estrela era Belém. Veja, além daquela criança, muito além, estava Deus encarnado e alimento que desceu do céu, para revelar consolo aos desolados pelas perdas irreparáveis. Equilíbrio para todos que emocionalmente adoeceram e sucumbiram por causa das pressões dos sistemas econômicos “satanizados” e implantados no planeta, a cura está lá. Ao pecado que escraviza o ser humano e o torna participante do inferno em vida com todas as suas conseqüências. O amor na terra do desamor é possível ser verdadeiro a partir de Belém, porque ali, para aqueles viajantes estava o verdadeiro sentido e ao mesmo tempo o ponto de partida. Foram lá, viram, tocaram, confessaram, presentearam, adoraram, reconheceram, exaltaram, ajoelharam e sentiram o Rei do Universo. Depois voltaram por outro caminho, perceberam? Outro caminho é mais que mudar de rota é mais que isto, é mudar de vida. Sabe por quê? Precisamos “entender qual é o real significado da vinda de Jesus em Belém”.

Segundo: o texto diz que eles conheceram Herodes, esteve frente a frente com o tirano, para mim, um dos símbolos marcantes da perversidade e frieza daquele tempo. Aqui podemos ver outro princípio: em busca do sentido da vida que é o Pão que desceu do Céu é inevitável que passe por nós os “Herodianos”, gente com a mesma natureza daquele rei. Quem nunca sentiu na pele a perversidade de algum colega ou chefe de trabalho que por inveja tentou acabar com você. E a língua com atitudes terríveis de pessoas dentro da igreja que você se filiou a ponto até ser capaz de jurar que finalmente ali encontraria você amigos de verdade? E decepções marcantes e profundas vieram? Este tipo de gente está por toda parte, inclusive em lugares que você nunca imaginou, ou seja, até na própria família. Mas ninguém pode fugir da realidade, os viajantes foram orientados a mudar a rota e aqui está outro valor do Reino, não se tiver jeito com alguns “Herodianos”, mude a rota pegue outra trilha, busque outro caminho eu já fiz isto, mas não esqueça, continue olhando sempre para Ele, se alimentando Dele, o Pão da Vida. O segredo é o mesmo, “entender qual é o real significado da vinda de Jesus em Belém”.

Em último lugar: voltar para casa com a consciência tranqüila de que valeu a pena a grande jornada pela vida. E isto aqueles viajantes fizeram.

Terminamos o encontro, comemos e marcamos para dois domingos á frente, na casa de outro amado. No dia seguinte, voltei a residência da minha mãe para conversar e tomar um cafezinho, sabe o que aconteceu? Uma vizinha ouviu os louvores, a palavra, foi tocada por Deus e desejou ir conosco na próxima reunião e quem sabe? Se ela desejar, vamos começar uma longa jornada.

Caminhar Juntos.
Paz.
Moacir.


Um comentário:

Poeta Renato Douglas disse...

Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto-falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
Um grande abraço!

Renato Douglas!