sábado, 31 de julho de 2010

BRIGANDO PRA VER QUEM É O PIOR


O Evangelho é Maravilhoso! A vida de Jesus é Encantadora! Ele é divisor de águas, tanto que a história está dividida em dois tempos, antes e depois de Cristo. Acredito que o caminhar com Jesus, o comprometimento com a sua Palavra e com Seu Espírito apontam para um único sentido: o crescer, o melhorar, o avançar, o descobrir, o aprofundar, enfim o Ser mais de Deus conhecendo mais a sua Palavra e prosseguindo para o Alvo, que é o objetivo maior conforme nos fala Paulo em uma de suas epístolas. Conseqüente e inevitavelmente isto vai desaguar num Ser melhor a cada dia, como discípulos Dele.
Na relação tempo, conhecimento e comprometimento, com Deus, há uma ligação íntima e o resultado é previsível, ou seja, a imagem de Cristo sendo formada em nós. Mas esta possibilidade só existe, quando há uma consciência real do valor do Evangelho e de suas riquezas. Com entendimento de que Deus estava em Cristo, segundo sua Palavra, reconciliando consigo o mundo, Jesus passa a ocupar o centro de tudo e de todos. Torna-se a pedra angular, a rocha eterna, o principio e o fim, sendo Ele a estrela da manhã, o filho amado, a maior alegria de Deus, tudo é por Ele, para Ele, por meio Dele e sem Ele, Nada! Estas verdades são indiscutíveis, desde que se tenha um mínimo de sensibilidade para reconhecer e se curvar diante delas.

Mas o tempo vai passando, esta é a primeira relação. O normal diante das voltas do relógio ou do dobrar dos sinos é o amadurecimento, o crescer. A ciência evoluiu de forma extraordinária nesta relação. Com o tempo, muitas das estruturas políticas mudaram; no futebol, novos formatos; projetos para tentar evitar desastres ecológicos estão em pauta nas mesas das maiores nações do mundo... Tudo isto e muito mais, por causa do tempo que vai passando, de experiências que adquiridas e assim provocando reações e debates com descobertas que, na maioria das vezes, tem por objetivo melhorar ou avançar em vários campos da vida humana. A busca é para se ter uma vida melhor e neste sentido, muito se conseguiu, basta olhar ao redor. Claro, que mesmo com estas conquistas, nunca chegaremos ao pleno, porque na Terra não é possível, pois o pleno é Cristo e a eternidade com Ele é o tudo de maravilhoso que o ser humano pode sonhar em ter um dia.

No entanto, para a religião "evangélica", contexto em que estou inserido, parece que o relógio anda para trás, igual caranguejo. Começou muito bem, um dos passos foi dado pela Reforma do século XVI. A história diz que a partir deste passo a restauração se iniciou e prosseguiu. Se muitos, hoje, aceitam a Bíblia como autoridade única, em matéria de fé, foi porque as raízes históricas, dos movimentos de restauração da igreja, provocaram um norte, dando um sentido para o “cristianismo”, diga-se de passagem, nome nunca dado por Jesus a sua Igreja. Mas a relação com o tempo para a igreja moderna é sinônimo de andar para trás. Talvez, porque precisaríamos retornar um pouco mais no tempo, um pouco antes da Reforma. E assim, percebermos que, infelizmente, os marcos no caminho foram abandonados e o sangue dos verdadeiros mártires esquecidos. O movimento de verdadeiros avivamentos não tem o menor sentido na atualidade. A trilha aberta por muita gente de Deus, no decorrer da história, foi substituída por odaliscas de altar, profetas esquisitos... Por aqui passou um, há poucos dias, adivinhando nome, carteira de identidade, placa de carro, falando em nome de Deus... e a maioria do povo naquele culto, que vi pela TV, chorava de emoção, tremendo e achando que tudo era manifestação do “Espírito”. É estarrecedor ver que o que eles chamam de manifestações do “Espírito”, não passa de puro charlatanismo barato aos moldes medievais. Ao mesmo tempo as Verdades Absolutas da Palavra estão sendo sutilmente e às vezes, explicitamente, jogadas, literalmente, nos lixos das igrejas, dando lugar e foco a maluquices e bizarrices sem precedentes em toda história da igreja evangélica, no Brasil. É lamentável constatar que, nos últimos anos, a nossa terra tenha sido infestada por religiosos e líderes velhacos, tornando-se palco para oportunistas, com suas vãs filosofias, misturadas com neurolinguistica e doutrina da prosperidade. Ao invés de por em prática tudo que já se sabe sobre a verdadeira Igreja e o modo de viver em Cristo, estamos à beira de ter que construir "manicômios evangélicos", porque daqui a pouco não vai ter onde colocar tanta gente “endoidada” por causa de algo que estão dando o nome de Evangelho e não é, nunca foi e nunca será.

A segunda relação é com o conhecimento. Nunca se estudou tanto a Palavra de Deus e se escreveu tantos livros sobre ela. Mas, também é fato que nunca se soube tão pouco sobre as Escrituras. Basta observar ao redor e ouvir o que está sendo semeado para o povo, nos chamados “altares”, na maioria das comunidades religiosas evangélicas por aí. Ligo a TV, fico 15 minutos tentando ouvir alguns intitulados “profetas” e não dou conta, motivo, não é Evangelho que está sendo anunciado ali. Nas livrarias, tem livro de todo jeito: “Dez passos de como ser cheio de Deus”, “Cinco passos para ser dizimista”, “Oito degraus de como ser feliz no casamento”...; de cada dez, oito pode-se jogar no lixo, não presta para nada, somente capa colorida (não agüento mais). A relação com o conhecimento requer mudança, melhoria, crescimento. O verdadeiro Conhecimento do Evangelho está diante dos nossos olhos, basta ir á Palavra ler, meditar, aceitar, compartilhar com outros e principalmente, vivê-La com simplicidade, pois Ela é, em toda sua estrutura, Divina. É bem verdade, que o conhecimento adquirido, no decorrer dos anos, está sendo usado por muitos, mas, também vem sendo substituído por emoção desenfreada, arrepios, gritinhos, rodopios e palavras de ordem. As pessoas se comportam como se estivessem em um campo de concentração de prisioneiros nazistas. Eleições Institucionais, nem se fala, são para arrepiar até Drácula. A impressão que se tem é de Vampiros lutando por uma boquinha remunerada, sugando o sangue e até alma dos fiéis, com marketing de coisa séria, manipulando os cargos que, na maioria das vezes, são de interesse exclusivamente pessoal ou da famosa “panela”. Eles gastam bastante tempo e projetos visando o dinheiro que se pode capitalizar em nome da fé, em benefício próprio e não coletivo, tendo como foco, além do dinheiro, a fama e o poder. Bobagens e perda de tempo sem fim. Vi tudo isto muito de perto.

A última relação é a do comprometimento que é diferente de compromisso. Quando iniciamos nossa caminhada com Jesus Cristo, é importante entendermos que sem comprometimento com Ele, Sua Palavra e Sua Obra, não é possível prosseguir na direção real. No dicionário Aurélio a palavra comprometimento significa: 1. Obrigar por compromisso; 2. Dar como garantia, empenhar; 3. Expor a perigo, perda; 4. Assumir responsabilidade grave. Vejam, é bem mais do que imaginamos. Isto significa que é preciso entender este comprometimento, com Jesus Cristo, antes de credenciar este monte de gente como pastor, consagrar os tais levitas com as suas odaliscas de altar, eleger os poderosos superintendentes ou chefes da religião, de crachá e carteirinha (que não conseguem cuidar nem de suas vidas). Gente mal assessorada por um monte de bajuladores e interesseiros, achando-se com tanta autoridade ao ponto de acreditarem serem capazes de dirigir a vida dos outros e até abrir portas dando o nome de igreja, com o intuito de anunciar o evangelho, gravar CD, jurando de pé junto, que é para a glória de Deus. Comprometimento é alma, vida, entrega; espiritualidade com reflexão serena na Palavra, simplicidade, exposição ao perigo, perda, paixão, tudo por Jesus e o mais importante sem desejar nada em troca.

Hoje vejo claramente que estão brigando sim, mas para ver quem é o pior no cenário evangélico.

Tem um ditadoque diz: “na briga das ondas com as pedras, quem sofre são os mariscos”.

Infelizmente, nesta luta para ver quem é o pior, o povo fica a deriva, são como mariscos levados de um lado para outro, tentando se agarrar em qualquer lugar. Explorados, enriquecendo os oportunistas e com certeza a multidão já está sendo deixada a deriva sem saber pra onde ir. Parafraseando o poeta Chico Buarque de Holanda, “a coisa aqui tá preta”, meu irmão.

Conclusão, o nível do rio está baixando cada vez mais e rapidamente. Já saí deste barco estou na margem e em terra firme e com muita gente que não quer chegar ao fundo. Daqui a pouco se chega lá, pois a água está secando rapidamente.

Convido você querido (a) a não ceder á pressão destes últimos tempos, a  não se curvar, nem se render, muito menos se calar. É tempo de buscarmos conhecimento com comprometimento. Tenho uma convicção, vou lhes revelar qual: Deus tem levantado muita gente neste Brasil, nos blogs, nas casas, nas ruas e em vários outros lugares com o chamado “de acordar as pessoas” e dizer para todas elas, que temos uma vida livre em Cristo, sem renunciar os conteúdos de Deus. Retornar as reuniões de adoração realizadas com a simplicidade do Evangelho. Não aceitar mais as coleiras dos "megalomaníacos da fé". Não comer outro alimento que não seja a Palavra que estiver no prato de Gente de Deus mesmo. Exaltar, glorificar e engrandecer unicamente a Jesus e a mais nenhum outro ser. Usar recursos em favor daqueles que pouco tem.

Vai aí uma sugestão, quem sabe chegou á hora de cobrar daqueles que se enriqueceram muito à custa da famigerada doutrina da prosperidade e que compraram TVs e horários televisivos, casas milionárias em condomínios fechados, fazendas, barcos a motor, residenciais no exterior, dizendo eles que era para anunciar o evangelho e iludiram a massa ignorante. Pense comigo: se estes milionários da fé, fossem convencidos, pela opinião firme dos verdadeiros filhos de Deus, a aplicarem, pelo menos, 50%,  no Reino de Deus, de tudo que ganharam através da ingênua fé do povo, daria para ajudar muita gente e ainda sobraria uma montanha de dinheiro. Outros que investiram em aviões particulares alguns milhões de dólares, é só ler, se não me falha a memória, a penúltima edição da Revista Eclésia. Vamos falar para eles que repartam em favor dos miseráveis da cracolândia, dos moradores de rua de nossa nação, dos milhares de moradores de comunidades carentes largados a margem de nossas grandes cidades, que invistam em planos para ajudar crianças abandonadas... Que contribuam, de verdade, para organização de casas de recuperação, mas não guetos de drogados apenas para justificar que estão fazendo algo, em nome da fé. Esta gente precisa ser cobrada a fazer projetos em favor do povo porque ganharam muito deste mesmo povo. Vamos dizer para eles pararem de blá, blá, blá e de usar o nome de Jesus pra cá e pra lá. Vamos exortá-los a descerem de seus tronos. Também, quem sabe, é o tempo de vários deles virem a público pedindo perdão por tanta lambança feita em nome de Jesus.

Enfim, pelo menos há uma esperança, quando esta situação estiver no fundo do poço, não tendo como afundar mais, quem sabe será possível abrir uma comporta para que a água limpa e abundante venha encher e transbordar, trazendo um tempo novo. Talvez esta comporta possa ser aberta por gente que entendeu a relação tempo, conhecimento e comprometimento com o Evangelho de Jesus Cristo.
Quem Viver, Verá.
Vida e Paz!
Moacir

6 comentários:

Rita disse...

A PAZ AMADO IRMÃO EM CRISTO.
Muito maravilhoso esse artigo, que Deus o abençoe,e , através deste blog muitos possam ter conhecimento da verdade e acordem para Jesus.
Vamos orar e dizer ao Senhor, eis-me aqui...louvo a DEUS por encontrar ainda fiéis discípulos de Jesus.
Graça e Paz!!

Wilson Parpinelli disse...

Olá Moacir,
Quero te parabenizar pelo Blog e pelas suas postagens. Já me tornei um seguidor.
Quero aproveitar para te convidar a visitar e o meu Blog Teologia Inteligente e, se desejar, também segui-lo.
Ah, e não deixe de comentar nossa última postagem; é só clicar aqui.
Juntos somos mais eficazes na proclamação do Evangelho !!!
Te espero lá...
Soli Deo Gloria !!!

VOLTEI DO ABISMO disse...

Edilson;Coragem de falar , firmesa de proposito , se cristo tivese desitido na hora de ir para a cruz , que sera de nos pobres coitdos ,verdades tem que ser ditas doa a quem doer,só a verdade e a justiça de DEUS importa,o resto é prostituição relijiosa;Fico felis em saber que existe pessoas enbuidas da verdade,tambem busco a verdade Paulo falou em romnos,o que busca a verdade não presisara de mestres nem doutores da lei porque o proprio espito santo o ensinara,ser ensinado pelo propio ABA que mais podemos querer pena que nem todos querem, Gloria a deus amem. jesus,jesus,jesuS!!!...

VOLTEI DO ABISMO disse...

Edilson;Coragem de falar , firmesa de proposito , se cristo tivese desitido na hora de ir para a cruz , que sera de nos pobres coitdos ,verdades tem que ser ditas doa a quem doer,só a verdade e a justiça de DEUS importa,o resto é prostituição relijiosa;Fico felis em saber que existe pessoas enbuidas da verdade,tambem busco a verdade Paulo falou em romnos,o que busca a verdade não presisara de mestres nem doutores da lei porque o proprio espito santo o ensinara,ser ensinado pelo propio ABA que mais podemos querer pena que nem todos querem, Gloria a deus amem. jesus,jesus,jesuS!!!...

VOLTEI DO ABISMO disse...

Edilson: O arbitreo nos favorese porem nos condena se a escolha for erada,porque, podemos escolher entre dois cainhos,o que leva a DEUS o outro nem presisa falar onde leva,gloria a DEUS aleluia amem.

Sandro disse...

Graça e paz, sempre!

Passei por aqui para conhecer seu blog.
Estou seguindo.
Ficaria muito feliz em me visitar.
Se quiser me seguir também será um prazer.

Abraço em Cristo,

Sandro
http://oreinoemnos.blogspot.com/
Te espero lá.