terça-feira, 14 de julho de 2009


AVIVAMENTO OU SUBSTITUIÇÃO

Os textos do livro de Atos dos Apóstolos são claros. A comunidade de discípulos vivia entre duas situações muito interessantes, de um lado uma grande paixão por Jesus, de outro uma sutil perseguição com a intenção de sempre impedir o avanço da propagação do evangelho. O que marca este tempo é que aqueles seguidores de Jesus tinham diariamente a consciencia de que o centro de sua fé, o foco de suas vidas, o alimento diário da esperança nos seus corações estava em Jesus Cristo o Senhor. Nada poderia substituir o Ungido de Deus( Atos 2:22 a 36) é um dos textos que testificam desta realidade vivida por eles. As primeiras conversões eram centralizadas em Jesus Cristo( Atos 2.37ss), a primeira cura em nome Dele ( Atos 2.1ss), as perseguições por causa do Salvador da humanidade ( Atos 4: 1ss), os livramentos, ações exclusivas do Senhor de Nazaré. O Primeiro Martir, qual o motivo? Jesus( Atos 6:8) e assim por diante. Vidas apaixonadas por Ele.
O que mais me impressiona era a simplicidade com que eles manifestavam seu amor verdadeiro pelo Salvador. Suas reuniões de casa em casa ou na area externa do templo eram momentos onde o Rei do Universo era sempre colocado como o motivo maior de toda existencia. Anunciado, adorado e exaltado diante de todos.
Tenho certeza que precisamos nos nossos tempos não é de avivamento mas de substituição. Pois o avivamento que vejo ser anunciado hoje, é avivamento? milhares de adeptos de mais uma religião denominada evangélica lutando por espaço no mercado da religiosidade no Brasil? Política religiosa, onde um monte de gente séria, que quer levar com responsabilidade a fé simples e voluntariosa, por não se curvar aos dogmas e doutrinas das organizações que, muitas delas endinheiradas manipulam, oprimem, criam seus manuais institucionais que tem mais peso na estrutura que a propria palavra? Gerando um monte de gente neurótica por templos, cds, cargos e fama?
Podemos pensar em substituição das reuniões de manipulação para as de verdadeira adoração? Ao invés de encher os cofres, repartir com os necessitados em ações desinteressadas em demonstrar um falso crescimento. Quem sabe deixar de lado a cadeira central dos púlpitos onde os donos da fé superficial se assentam para caminharem lada a lado com os perdidos. É o momento de parar e refletir sobre: " Quem é o centro de tudo isto?" A quem está se servindo?"
Finalmente vejo que a grande necessidade é de SUBSTITUIÇÃO. Voltar ao CAMINHO DA CRUZ, que está sendo perdido a medida que o tempo vai passando. Corremos o risco de num futuro bem próximo termos uma bela religião igualzinha aquela que entre Jesus de Nazaré e Barrabás, escolheu um sateador e condenou o JUSTO.
Moacir M. Morais

2 comentários:

Mario Bragança disse...

Amado Pastor Moacir
Sempre admirei sua conduta no Evangelho. Agora admiro seus posts.
Voce e sua familia sao um exemplo para nos e concordo quando diz que precisamos voltar a simplicidade da Igreja primitiva e da comunhao com Deus (como no seu post "Hoje pela manha").
Digo Amem.
Voltar ao caminho da cruz e abandonar a religiosidade ainda que com cara evangelica.
Abandonar as cisternas rotas que nao podem conter as aguas e voltar ao manancial de aguas vivas.
Com grande afeto e admiração
Mario

MISSÃO ESPERANÇA - Caminhando Juntos disse...

Amado Pastor Mário
Me sinto honrado por ter sua presença, ainda que virtual, em minha vida...
Ele manda o "azeite" e o "mel" na hora certa.
Sou grato à Ele por sua preciosa vida...
Bençãos sem medida sobre seu Ministério e Família,é a minha oração.
Receba nosso carinho.
Paz!
Moacir